14/05/2006 a 20/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005


 Dê uma nota para meu blog


 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis





lowcura


A Balada do Fogo Azul

 

As velas nem aquecem as vendas dos fabricantes de velas era o que eu ouvia quando a minha avó sorria olhando o infinito.

Antes muito tempo fora daquele tempo em que eu havia narrado anteriormente, este em que a minha avó olhava o infinito, minha avó usou quase que uma caixa de fósforos inteira para acender aquela vela a São Caetano. Aquele santo fora capaz de modificar a vida da mulher do Trindade, ela recebeu muitas graças inclusive o filho pequeno que dormia que roncava baixinho feito um carneirinho. Também Luzia, outra vizinha, havia conseguido ganhar um rádio na rifa que naquele exato momento tocava uma canção triste, mas alegre com tudo que a vida pode ter de mais dicotômico. O Armando era o mais contente e havia ampliado a sua fábrica de velas. E assim poderia citar mais umas cinqüenta pessoas que morreram no incêndio provocado pela minha avó naquele dia... São Caetano. São Caetano!

VISITE MEU FOTO BLOGUE: http://lowcura.nafoto.net 


 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 16h45
[ ] [ envie esta mensagem ]



A GUERRA

 

 

Há uma guerra lá fora

Há outra dentro de mim

 

Capaz de na guerra de fora

Eu vencer o meu inimigo

 

E na guerra comigo

Quem será o vencido?

 

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 14h02
[ ] [ envie esta mensagem ]



 

TREMENDA SOLIDÃO

 

Colide comigo vindo um trem

Os tremas do pingüim tremem em cima da geladeira

Poderia ser uma bebedeira ou um delírio qualquer

Mas é o efeito colateral

De eu gostar de uma mulher

 

Poderia ser um terremoto desses sem Piportil

Talvez seja e eu nem repare mais

No céu de anil

Que é tanto céu que já nem vejo

O Sol

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 16h05
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]