14/05/2006 a 20/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005


 Dê uma nota para meu blog


 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis





lowcura


CHAMAS CELESTIAIS

 

 

Ali um altar no chão. Vela preta e vermelha. São Jorge e seu dragão perfurado. Um furacão dentro da boca do sapo. Tudo putrefaz.  Ao meu lado o abismo cai e eu fico olhando os corpos que o abismo monta tipo quebra-cabeça. A podridão está presente em tudo. Alguém decepa a cabeça de uma agulha. Tece-se o silêncio em volta da esquina carros estacionados... Batuque batucada patuscada. Doces e balas em abundância. Mel. Tudo pra dentro da panela: pipoca. E um pedido somente um pedido que lhe arrumem um amor, que lhe arrumem um marido que mais dinheiro que melhor vida que aqui seja o céu e tudo esteja distante do inferno. Pertinho.

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 15h52
[ ] [ envie esta mensagem ]



Uma caixa sem nada dentro é só uma caixa

Um homem sem nada dentro é um monte de merda

****

Digladiam a glande e a vulva

A procura de trinta segundos

 

O que será da eternidade

Se a gente morrer um dentro do outro

 

 

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 13h05
[ ] [ envie esta mensagem ]



O SÁTIRO

 

O louco se ama tanto

Que se masturba no escuro

 

No que será que ele pensa

Quando agüenta dentro de si

 

Toda a dor do mundo

E ejacula um pouquinho de solução

 

A solução é branca como a paz

Mas agride o rigor do enfermeiro

 

Que vendo no escuro em que estamos

Aponta pro louco uma baioneta

 

E algum líquido santo dentro da veia

Irá aclamar aquele homem santo

 

Ele não fará mais nenhum deus

Nem morrerá de amor por si

 




Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 12h21
[ ] [ envie esta mensagem ]



AINDA ONTEM

 

 

Havia um louco

No século passado

Que via dois sóis

E se curou lendo Rousseau

 

Quando fecho os olhos vejo muitos sóis

 

Quantos sóis há em nós

Quantos livros pra ler

Quando a cura virá?

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 21h34
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]