14/05/2006 a 20/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005


 Dê uma nota para meu blog


 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis





lowcura


fátima (enfermeira)

 

o mar

navega

em fá

de falésias

 

meu infinito

ruge

 

o tempo

enjaulado

transmuta

ejacula

mutações

 

adrenalina

falta

ao cérebro

que

navega

em ré

médio




Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 00h10
[ ] [ envie esta mensagem ]



 

 

o primeiro dia

 

vendavais de amolictil

acalmam o silêncio

 

etílicos deitados

bebendo seu gardenal

 

o cérebro  sufocado

a química cerebral

 

antenas recebendo

doses de fenergam

 

masturbam-se velas

pílulas bailarinas

 

a noite flutua

horrenda tarde

 

aqui a dentadura

me fala sombras



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 17h10
[ ] [ envie esta mensagem ]



a)o

sol

do

violão

Ilumina

o

som

 

b)hienas

na

sonoplastia

dos

trapalhões

 

c)dentro

o

meticuloso

escuro

nasce

pantera

 

d)a

fumaça

se

engalfinha

com

o

vento

 

e)vírgula

antepasto

de

reticências

 

f)a

lupa

odeia

horizonte

 

g)debate-se

no pedido

que faço

a você

vox

 

h)o

etecetera

tende

ao

infinito



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 16h22
[ ] [ envie esta mensagem ]



i)auréolas

elétricas

anjo

em

estátua

 

j)tua

mão

concavágua

leva

líquidos

e

côncava

ao

solo

planta

sanhas

e

convexitudes

 

k)a

bola

erigiu-se

de

ar

 

l)arfar

desalma

r

dura

sauna

feudal

 

m)saber

a

hora

de

(a)parar

o

sumo

do

poema

e

morrer



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 16h21
[ ] [ envie esta mensagem ]



Emygio Barros

POBREZA EM LATA

 

 

Lá estão as sardinhas mortas dentro da lata

Será

Que os homens dentro dos coletivos

Estão vivos?

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 12h40
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]