14/05/2006 a 20/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005


 Dê uma nota para meu blog


 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis





lowcura


 

 

Algodão doce

 

         à Dora Ferreira

 

 

1

a garça engraçou-se com o silêncio

e contida no horizonte pela grade                    

não pode espelhar outro infinito

como fazem todas garças voando

 

o frontispício deste livro de recados

tem muitas garças voando congeladas

pela fotografia do fim de tarde

 

2

ontem falei com dora (condora)

e ela vôo na minha sombra

feito um avião sem bombas agá

 

ela foi jogando as sementes

apesar de eu ter dito: solo estéril

fincou um espantalho dentro de mim

e me ajudou na primeira colheita

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 19h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



ESCARRO

 

círculo de fogo vítreo

vário de aroma impuro

implume de pé de sebo

 

até que de dia o asco

absorto e feliz da seda

envolve enovela enleva

 

toda a pálpebra e quimera

fórceps a pele de nesga

que eu possa cuspir aqui

 

e sempre



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 21h11
[ ] [ envie esta mensagem ]



 

DIALÉTICA DA LOUCURA

 

Não sei: não sei

O por quê: o por quê

Me repito: me repito

Se o que sou: se o que sou

É esquisito: é esquisito

Por que me tratam mal?

Por que me tratam bem:

O bem: o mal




Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 15h08
[ ] [ envie esta mensagem ]



AMIGO DE SUBSOLO

 

 

Nenhum poema

Me dá a paz de um Amplictil

 

Nenhum algema

Me prende mais a minha loucura

 

Muito pouco

Me prende a deus na altura

 

Se Deus tivesse embaixo, comigo

Teria sim um amigo

 



Escrito por Rodrigo de Souza Leão às 18h33
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]